10 FATOS CURIOSOS SOBRE AS BARATAS

barata em um fundo branco, fatos curiosos sobre as baratas

Nojentas, repulsivas, sujas, feias. Esses são alguns dos adjetivos mais comuns usados para descrever as baratas.

Decerto, a maioria das pessoas conhece os prejuízos que estão associados à infestação desses insetos, como os germes e bactérias que são capazes de espalhar, ou ainda o fato de serem causadores de algumas alergias.

Entretanto, você sabia que esses animais são extremamente resilientes e apresentam comportamentos estranhos ou, às vezes, até fascinantes? Suas táticas de sobrevivência são impressionantes e um indivíduo adulto, por exemplo, consegue permanecer vivo por até uma semana sem a cabeça.

Continue lendo e descubra o porquê nesta lista com 10 fatos curiosos sobre as baratas, feitos pela Astral Dedetizadora

1. Existem mais de 4000 espécies

Em todo o mundo, podem ser encontradas cerca de 4600 espécies de baratas. A saber, elas estão presentes em todos os continentes, com exceção da Antártica.

Porém, não há motivo para pânico: a maioria delas não ocupa os mesmos habitats que os humanos e apenas cerca de 30 dessas variedades apresentam o potencial de se tornar pestes.

No Brasil, os três tipos mais comuns são a barata francesinha (Blatella germanica), a barata de esgoto (Periplaneta americana) e a barata oriental (Blatta orientalis).

2. Elas são mais antigas que os dinossauros

Uma prova do quão resilientes são as baratas é seu tempo de existência: suas ancestrais estão presentes no planeta há mais de 350 milhões de anos, ou seja, muito antes do ser humano, que está por aqui há apenas 9 milhões de anos.

A espécie Archimylacris eggintoni, que é mais antiga do que os dinossauros, também deu origem ao cupim e do louva-a-deus. No período Carbonífero, ela tinha aproximadamente 4cm de largura por 9cm de comprimento, era ágil no solo e ainda podia voar e escalar superfícies com o objetivo de escapar de predadores.

3. Baratas vivem sem comida por até 1 mês

Outro dos fatos curiosos sobre baratas é que elas são animais de sangue frio, isto é, conseguem diminuir sua taxa de metabolismo e, desse modo, sobrevivem por até 2 semanas sem água e um mês sem comida.

Além disso, são muito adaptáveis e comem praticamente de tudo: frutas, outros insetos, lixo, papel, tecido, madeira… Entretanto, doces, itens ricos em amido e carne estão entre seus alimentos favoritos.

4. Elas conseguem se deslocar rapidamente

Já tentou perseguir uma barata pela casa com uma lata de inseticida? Se sua resposta for sim, você entende o quão difícil é essa tarefa. Isso porque as baratas alcançam uma velocidade de até 5km/h, o que, considerando seu tamanho, é muito rápido!

5. As baratas chegam a medir até 9cm

Uma barata comum tem um comprimento de cerca de 4cm e já é capaz de deixar muita gente morrendo de medo. Imagine, então, qual seria a reação dessas pessoas a um exemplar da espécie Megaloblatta longipennis?

De acordo com o Guinness World Records, o livro de recordes, a maior barata do mundo é nativa das Américas Central e do Sul, mede aproximadamente 9,65cm e tem uma envergadura entre as asas de pouco mais de 20cm!

6. Ficam sem respirar por até 40 minutos

Se você pensava que afogar as baratas era uma possibilidade, pense novamente: elas são especialistas em prender a respiração. Assim como outros insetos, a barata respira através de orifícios laterais chamados espiráculos, os quais levam o ar para todo o corpo.

Porém, às vezes, o animal fecha essas aberturas, não só para evitar a absorção de oxigênio em excesso, mas também a fim de impedir perda de água, visto que há troca de vapor entre esses buracos e o exterior.

Desse modo, quando estão imersas em água, as baratas podem manter seus espiráculos fechados por até 40 minutos, tempo suficiente para que rastejem até um lugar seguro.

7. Uma barata pode sobreviver 1 semana sem a cabeça

Este é um dos fatos curiosos sobre as baratas mais assustador, não é mesmo? E é possível porque o cérebro desses insetos não controla todas as funções vitais de seu corpo – os responsáveis são os órgãos presentes no tórax.

Como resultado, a o animal pode perder a cabeça e continuar vivo. Morrerá, eventualmente, de sede, já que não consegue ingerir água.

8. Possuem um radar altamente eficiente

Os espinhos presentes na parte traseira das baratas fazem parte de seu sistema de defesa. Tratam-se de radares que captam informações ao seu redor, ajudam os insetos a notarem movimentos sutis, identificar possíveis ameaças e até determinar onde esses perigos estão localizados, seu tamanho e sua velocidade.

9. Baratas resistem a explosões nucleares

As baratas habitam a Terra há mais tempo do que nós e provavelmente continuarão aqui depois que nós nos formos! Alguns estudos mostraram que esses insetos resistem a níveis de radiação bem mais altos do que aqueles a que os seres humanos são capazes de suportar.

Com efeito, esses animais foram encontrados em Hiroshima e Nagasaki, após a explosão das bombas atômicas na Segunda Guerra Mundial, e até em Chernobyl, cenário do pior acidente nuclear da história.

O motivo para essa resiliência ainda não é certo. Contudo, os cientistas acreditam que esteja relacionado ao ciclo celular das baratas, que é bem mais lento do que o do homem.

10. Servem como animais de estimação e até comida

Você sabia que algumas espécies de baratas são criadas como animais de estimação? É o caso da barata gigante de Madagascar (Gromphadorhina portentosa), popular por não possuir odor característico e por exigir poucos cuidados.

Por outro lado, em alguns países, a barata é tida como uma iguaria: na China, elas são fritas e vendidas em espetinhos nas barracas de comida de rua. Nesse caso, deve haver um cuidado com a espécie escolhida e com a dieta do animal a ser consumido, que deve ser exclusivamente composta de frutas e vegetais.

Conclusão dos fatos curiosos sobre as baratas

As baratas habitam nosso planeta há muito tempo e, graças às suas características particulares, foram capazes de sobreviver a condições que levaram muitos outros animais à extinção – inclusive os dinossauros!

É por isso que é tão difícil se livrar de uma infestação desses insetos e é essencial procurar ajuda profissional a fim de acabar com o problema de forma eficaz. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Envie mensagem no Whatsapp (84) 98802-4088